segunda-feira, 23 de abril de 2012

Gestão de conflito na assistência veterinária II

       A profissão de medicina veterinária tem perfil para a abordagem do conflito nas relações de consumo? Ou vai para o tudo ou nada?

      
        Talvez a resposta possa começar lá atrás ainda na escolha de ser ou não desta profissão. Então a primeira questão está em porquê escolheu estudar a medicina veterinária? Se definiu e foi aceito na iniciação à vida acadêmica e teve a provação para persistir nesta jornada, ao menos fez sentido em sua vocação. E vem a primeira resposta: é isto com que sonhei! Bom, o sonho de gostar de animais é belo e honroso. Só não não possui os perversos.
   

Gestão de conflito na assistência veterinária


        Mas, se está formado e diante desta realidade, vai perceber que não é só animal que está na sociedade. Ao que parece, começa a descobrir que é mais complexa esta tal de sociedade, e precisa ampliar sua dimensão além da veterinária ou do mundo dos bichos.

PROPOSTA DE CONCILIAÇÃO DE CONFLITO NO PROCESSO ÉTICO DO CRMV


        O que preciso então, para contribuir como profissional médico veterinário para a sociedade, e ser honestamente remunerado?

        A primeira resposta: não erre com o seu cliente a ponto de complicar para uma demanda judicial. Se errar, não tenha medo e nem ficar passivo. Converse com ele o mais rápido possível e tente esclarecer sobre o fato. Sempre é constrangedor. Mas, pode evitar o conflito judicial.

VEJA MAIS:

A RESPONSABILIDADE CIVIL DO CLÍNICO MÉDICO VETERINÁRIO DE PEQUENOS ANIMAIS




Nenhum comentário:

Postar um comentário