terça-feira, 20 de março de 2012

Com sujeira e baratas, unidade do McDonald's em shopping de Porto Alegre é interditada


Lucas Azevedo / UOL, em Porto Alegre

        A franquia da rede McDonald's do shopping Praia de Belas, na zona sul de Porto Alegre, foi interditada na última segunda-feira (19) após a Vigilância Sanitária vistoriar o local e encontrar sujeira e insetos, incluindo baratas. Após realizar procedimentos, a lanchonete foi reaberta na manhã desta terça (20).



       A vigilância esteve no local pela primeira vez no sábado, quando técnicos observaram excesso de gordura depositada nas coifas (que suga o vapor da cozinha) e baratas “em grande número”. Foi dado prazo para a lanchonete providenciar a dedetização até o domingo. Porém, em nova visita, no domingo à noite, os técnicos não aprovaram a limpeza e a lanchonete foi interditada na segunda-feira.

        “O problema que levou à suspensão temporária nas atividades foi a grande quantidade de baratas e o excesso de gordura na coifa. Havia uma infestação de baratas, tanto na loja, quanto nos quiosques do McDonald's”, explicou o chefe da equipe de alimentos da Vigilância Sanitária, Paulo Casanova.

        Durante essa segunda-feira, os estabelecimentos foram limpos. Em comunicado, a assessoria de imprensa do McDonald's informou que a lanchonete “está em dia com a documentação e higienização do restaurante”.

        Segundo Casanova, o shopping Praia de Belas também foi notificado. “Não foi uma ação única e exclusiva no McDonald's. Foi verificada a área de lixo do shopping e possíveis acessos desses animais.” E explica: “O lugar que tem melhor cuidado no acondicionamento dos alimentos e não possui vazamentos, dificilmente terá problemas. Mas barata tem em toda parte. Se não tiver oferta de alimento e água, o parasita vai procurar outro lugar”.

       Em 16 de fevereiro de 2011, a Vigilância Sanitária interditou outra loja do McDonald's, dessa vez na rua da Praia Shopping, no centro de Porto Alegre, depois de comprovar a presença de insetos. Dois dias depois, após uma dedetização, a reabertura do estabelecimento foi autorizada.
Em abril do mesmo ano, o shopping inteiro foi novamente vistoriado e notificado, pois apresentava condições precárias. Conforme técnicos da Vigilância Sanitária, havia focos de baratas no centro de compras, não restrito à loja de fast-food.

       Conforme Casanova, é comum esse tipo de ocorrência em diversos tipos de estabelecimento, desde bares e padarias, até restaurantes de luxo. “Quase que diariamente vários estabelecimentos têm suas atividades suspensas por falta de higiene. Porém efetuam limpeza para poder voltar a operar”, finaliza.

FONTE: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário