sábado, 10 de setembro de 2011

Médico veterinário é condenado por sutura de coto uterino junto com intestino.


A Justiça do Rio Grande do Sul em grau de recurso confirma condenação da clínica veterinária que realizou cirurgia numa gata para castração. 

Porém, suturou o coto uterino com alça intestinal, o que deu causa a obstrução da víscera e morte por septicemia. Provado pela necropsia da UFRGS e condenado no valor de R$ 5.000,00. Nº 71001592567.
A prova foi realizada de imediato a morte do animal antes da abertura do processo, que demonstrou a imperícia por negligência do profissional. 

A RESPONSABILIDADE CIVIL DO CLÍNICO MÉDICO VETERINÁRIO DE PEQUENOS ANIMAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário